Acupuntura: pele nova de novo

Acupuntura: pele nova de novo
Acupuntura: pele nova de novo

A acupuntura é um conjunto de práticas terapêuticas inspirado nas tradições médicas orientais. Criada há mais de dois milênios, a acupuntura é um dos tratamentos médicos mais antigos do mundo. Consiste na estimulação de locais anatômicos sobre ou na pele – os chamados pontos de acupuntura.

Diferentes abordagens para o diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças são realizadas, entretanto o procedimento mais adotado no mundo atualmente é a penetração da pele por agulhas metálicas muito finas e sólidas, manipuladas manualmente ou por meio de estímulos elétricos.

De acordo com a tradição chinesa, a técnica é capaz de ajustar canais energéticos do corpo, chamados na acupuntura de meridianos, de acordo com equilíbrio de yin e yang. A medicina ocidental e moderna, contudo, sugere que o método estimule a liberação de substâncias químicas que alteram o sistema nervoso e podem ter efeitos em todo o corpo, promovendo o equilíbrio do organismo. Sendo assim, está muito associada a transtornos orgânicos resultantes de tensões emocionais como o estresse.

O diagnóstico é feito após o questionamento de diferentes aspectos da vida do paciente e a observação de manifestações físicas como a pulsação, a respiração, cor e aspecto da pele e da língua. Assim que o problema é identificado, o paciente pode ter alguns de seus mais de mil pontos de acupuntura estimulados em diversas e frequentes sessões.

Sugerimos também:  Abacaxi tem poucas calorias e ajuda a refrescar no verão

A acupuntura busca a recuperação do organismo como um todo pela indução de processos regenerativos, normalização das funções alteradas, reforço do sistema imunológico e controle da dor.

Embora pesquisas tenham demonstrado que a acupuntura pode realmente desativar áreas do cérebro associadas a dores, não se sabe exatamente se o método constitui um mecanismo que sustenta ou contribui para o efeito terapêutico sobre uma pessoa.

De qualquer forma, a técnica sobrevive há milênios, mostrando benefícios a indivíduos com problemas gastrointestinais, respiratórios, musculares, urológicos, endocrinológicos, psicológicos e neurológicos, ginecológicos e até mesmo dermatológicos.

A acupuntura é especialmente indicada para a redução da dor em casos de fibromialgia e dores
localizadas nas costas, tratamento de náuseas e vômitos em pacientes que se submetem a quimioterapias ou cirurgias, e diminuição da tensão emocional.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera a prática um complemento da medicina moderna. Nos Estados Unidos, foi recomendado apenas no ano passado pelo Instituto Nacional para a Saúde e Excelência Clínica (NICE) como opção de tratamento para dores nas costas pelo sistema público de saúde do país.

Sugerimos também:  Como escolher a parafina certa...

No Brasil, a acupuntura é reconhecida como especialidade médica conforme deliberação do Conselho Federal de Medicina e consta na Tabela do Sistema de Informações Ambulatoriais (SAI/SUS) do Ministério da Saúde.

Com a introdução de agulhas bem fininhas em pontos específicos do corpo, a harmonia é restabelecida, dando fim às doenças. “A acupuntura funciona muito bem para o rejuvenescimento facial. A vantagem é que ela não tem efeitos colaterais. As rugas ficam mais suaves e a aparência, descansada logo na primeira aplicação”, garante Oséas Mendonça, terapeuta da Clínica Luiza Sato, unidade do MG Hair Design (SP).

Dependendo do ponto trabalhado, é possível ter benefícios na saúde e na beleza, como controle do peso, redução do estresse, melhora na circulação, assim como da oxigenação e da remoção das toxinas do organismo, deixando a pele hidratada e revitalizada. O número de sessões é de uma por semana, mas o resultado varia de acordo com cada caso. A sessão custa entre R$ 100 e R$ 155.

Fonte Corpo a Corpo | FiquedeBoa

RESPONDER

Por favor escreva seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui