Cabelo preocupa mais as mulheres do que celulite

Segundo pesquisa,cabelo preocupa mais as mulheres do que celulite
Segundo pesquisa,cabelo preocupa mais as mulheres do que celulite

​A preocupação com o corpo parece ser algo que acomete a maioria das mulheres, mas uma nova pesquisa mostra que os cabelos também recebem atenção especial. De acordo com um levantamento encomendado pela marca. Pantene, em março de 2013, 8 em cada 10 mulheres consideram muito importante a aparência dos fios em relação à quantidade e espessura. Enquanto isso, apenas 4 em cada 10 consideram muito importante não ter celulite.

A pesquisa mostrou também que 41% das entrevistadas acham o próprio cabelo fino; 28% disfarçam a falta de volume com um penteado, corte diferente ou aplique; e 31% fazem uso de vitaminas e remédios para prevenir o afinamento do cabelo.

O estudo foi realizado com 627 mulheres, com idades entre 18 e 64 anos, com acesso à Internet, das classes ABCD e com grau de escolaridade mínimo primário (primário completo a superior completo ou mais).

Mais sobre o cabelo

Há em média 3 milhões e meio de fios capilares em uma pessoa adulta e crescem em média 1 cm por mês. Diferenciam-se dos pelos comuns pela sua elevadíssima concentração por área de pele e pelo desenvolvimento em comprimento. Podem ser lisos, crespos, ondulados e de muitas cores. Os cabelos não servem só como um aliado estético (dando forma e valorizando o rosto) mas também funcionam como um isolante térmico, protegendo a cabeça das radiações solarese da abrasão mecânica. Também podem ser um indicativo de diversas doenças que se manifestam alterando sua estrutura.

Quanto aos tipos

1. Cacheados

Os cabelos cacheados tendem a ser mais secos devido seu formato em espiral que dificulta sua hidratação, e por isso necessitam de muita atenção. Como geralmente são cheios precisam de hidratação constante para que fiquem mais brilhantes, sedosos e não muito volumosos. Recomenda-se evitar penteá-los a seco, procurando penteá-los quando ainda estiverem úmidos, para manter sua estrutura intacta, desembaraçando-os cuidadosamente, iniciando sempre das pontas até a raiz.

Sugerimos também:  Relação entre mulheres e cabeleireiros dura mais do que casamentos

2. Secos

Cabelo seco é a denominação cosmética para cabelos não sedosos, devido à pouca produção de gordura pelas glândulas sebáceas do couro cabeludo, não sendo suficiente para lubrificar o cabelo até as pontas, causando pouca hidratação. Consequentemente, o cabelo tem pouco brilho e é quebradiço.

O cabelo tanto pode ser seco por uma característica natural, como pode ser uma condição adquirida devido à exposição à poluição, ao uso inadequado de produtos capilares, dentre outras causas. Uma característica do cabelo seco é o fato das escamas que compõem a camada externa dos fios abrirem-se com o cabelo mais vulnerável aos agentes externos, como poluição, vento, sol e processos químicos, como as tinturas e os permanentes.

O cabelo seco tem pouca irrigação nas pontas, porém recebe irrigação concentrada na raiz, o que reduz a perda de cabelo.

Cabelo normal é uma expressão utilizada no meio cosmético para os tipos de cabelos mais comuns. São macios, com produção de gordura pelas glândulas sebáceas do couro cabeludo equilibrada e regular, de modo a lubrificar o cabelo da raíz às pontas. Não têm excesso de oleosidade na raiz nem pontas ressecadas. Dispensam grandes cuidados para exibir um aspecto brilhante e saudável.

Sugerimos também:  Maldade entre mulheres é forma de aumentar atração sexual

O cabelo normal é uma característica natural, porém pessoas que têm cabelos secos ou oleosos podem equilibrar os níveis de gordura do couro cabeludo e atingir um equilíbrio equivalente ao do cabelo normal.

3. Oleosos

Cabelo oleoso é a denominação cosmética para cabelos com alto teor de oleosidade, devido à produção excessiva de gordura pelas glândulas sebáceas do couro cabeludo.

Ficam com aspecto sujo muito rapidamente. Passar a mão nos cabelos e utilizar água muito quente durante a lavagem potencializa a oleosidade.

O cabelo tanto pode ser oleoso por uma característica natural, como pode ser uma condição adquirida devido à pouca regularidade na higiene, ao uso inadequado de produtos capilares, exposição a ambientes muito úmidos ou com alto teor de vapores de gordura, dentre outras causas. O cabelo oleoso tende a ter a irrigação distribuída ao longo dos fios, diminuindo a irrigação na raíz, o que aumenta a perda de cabelo (calvície).

4. Mistos

Possuem características de cabelos oleosos e secos, ou seja, o couro cabeludo é oleoso e as pontas são ressecadas e às vezes duplas. É o tipo de cabelo mais comum e também o mais difícil de tratar.

Fonte Terra| FiquedeBoa

RESPONDER

Por favor escreva seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui