Cinco dicas para almoçar no trabalho sem sair da dieta

Cinco dicas para almoçar no trabalho sem sair da dieta
Cinco dicas para almoçar no trabalho sem sair da dieta

Você passa a manhã de trabalho aguardando o momento de escolher o que comer no bufê do restaurante? Cuidado para a fome não detonar a dieta e seu esforço em manter o peso. De acordo com a nutricionista Alessandra Almeida, da Clínica Andréa Santa Rosa, “o ideal é visualizar as opções que o restaurante oferece antes de começar a colocar comida no prato. Desta forma é possível escolher outro local para almoçar, caso o cardápio não conte com alimentos saudáveis”. Veja outras dicas para almoçar no bufê a quilo sem detonar a dieta:

1- Escolha um ambiente tranquilo
Se existem diferentes opções de restaurantes disponíveis, procure escolher aquele menos barulhento e cheio para comer com calma. “O cérebro precisa interpretar que você está ingerindo alimentos para obter energia e acabar com a sensação de fome. Comer muito rápido faz com que o cérebro não consiga entender essa reação e os níveis de saciedade demoram mais tempo para serem atingidos. Por fim, fica aquela sensação de insatisfação e a pessoa precisa comer mais na refeição seguinte”, diz Alessandra.

Sugerimos também:  Conheça os tipos de dietas vegetarianas

2- Invista em cores diferentes
Um prato colorido é rico em nutrientes importantes para o bom funcionamento do organismo e influencia na dieta. “Quanto mais variedade de cores houver na refeição, maior a chance repor vitaminas, minerais, fibras, antioxidantes e fitoquímicos. Estas substâncias são responsáveis por pigmentar os alimentos e determinam sua coloração. Por exemplo, vegetais vermelhos, como o tomate, são ricos em licopeno, resveratrol e vitamina E. Já os verde escuros possuem boas quantidades de cálcio, ferro, vitaminas, fibras, fitoquímicos e ácido fólico”, explica a nutricionista Ana Paula Machado Lins.

3- Faça escolhas inteligentes
“Invista em legumes cozidos ou preparados no vapor e regue com um fio de azeite, limão e sal. Opte por uma colher de servir de arroz integral ou massa sem molho cremoso ou grãos, como lentilha, grão-de-bico, ou feijão fradinho. Nestes restaurantes o feijão preto costuma ser preparado com linguiça e carnes salgadas durante o cozimento. Na dúvida é melhor deixar para saborear o tradicional feijão com arroz em casa”, recomenda Alessandra.

Sugerimos também:  Receita: O picolé que refresca, emagrece e faz bem

4- Comece pela salada
Parece óbvio, já que a salada costuma ficar no início do bufê, mas a ideia é ingerir quantidade razoável de alimentos pouco calóricos e, assim, comer porções menores. “Comece pelas folhas e legumes sem cremes ou molhos, que devem ocupara metade do prato. Tempere sua salada com um fio de azeite, limão, vinagre, gengibre, cebola ou ervas. Complemente a refeição com cereais, como o arroz integral e proteínas. Dê preferência para carnes magras, como peixes ou frango, mas consuma carne vermelha cerca de duas vezes por semana”, orienta Alessandra.

5- Evite líquidos durante as refeições
De acordo com a nutricionista Alessandra, “o ideal é não ingerir nenhum tipo de líquido, incluindo água, sucos e bebidas dietéticas, junto com as refeições, já que eles atrapalham o funcionamento das enzimas digestivas. Prefira beber meia hora antes ou duas horas depois do almoço”.

Fonte GNT | FiquedeBoa

RESPONDER

Por favor escreva seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui