Comece 2016 agradecendo!

Projeto Paraíso de Verão 2016| BF|SURF|SUP|BIKE

Eu e minha família particularmente agradecemos muito, pois, foi em 2015 que Lara, nossa filha, nasceu.

Mas agradecemos também por nesse início de 2016 ter finalmente conhecido Serginho Laus, campeão por duas vezes do surfe na pororoca de acordo com o Guiness. O homem surfou mais de 11 quilômetros. A perna deve sair bamba, dentre outros acontecimentos imprevisíveis pelo meio do drop.

Pelos olhos de quem corre o mundo caçando a pororoca  passa muita aventura. Não poderia ser diferente, nesse projeto de conhecer os paraísos de verão, a vibe é de aventura também. Laus e Mariane subiram de Curitiba até o Distrito da Pipa no Município de Tibau do Sul com destino final a capital paranaense.

Nesse momento eles estão voltando, foi um grande prazer estar com o casal em nossa casa, além disso, poder apresentar João Pessoa, a capital da Paraíba, foi experiência única.

Sobre o Cara da pororoca:

Super gente fina, corre atrás do seu sonho. A busca da onda perfeita, de preferencia a onda do fenômeno onde o mar lambe as beiradas dos rios, o barulho dessa onda é particular.

O amor pela família esta tatuado no corpo e desenhado nas pranchas. O sentimento que tenho por ele é esse exatamente, o de uma pessoa da família, quando soube de sua vinda logo começou a ansiedade do encontro.

A relação com o meio ambiente para quem surfa é inevitável e, no caso do surfe na pororoca, o homem depende totalmente das condições que a natureza oferece, por isso, a conectividade com o espiritual sempre esta presente na vida desse campeão.

Com a convivência notamos que a maior pororoca do Brasil não existe mais e sua reconstrução é inviável, a história tem relação com a criação de búfalos na foz do Rio Araguari no Estado do Amapá.

Com o encontro é mais fácil falar sobre ele, a figura de Laus tem relação com a historia do surfe mundial. Por outro lado, não é fácil ser surfista da pororoca, pelas imagens, é fácil perceber que as condições sempre são extremas, o equipamento e o corpo devem estar em ordem.

Pessoa de mensagem positiva e de palavra, por onde passa faz as pessoas refletirem sobre o modo como vivem a vida, afinal, “a vida é uma aventura”.

Surfe e turismo: conhecendo os paraísos de verão.

Esse foi o tema do Projeto que nos aproximou fisicamente, ainda ganhamos de presente a adorável presença de Maraine Laurenti, companheira do campeão , gente fina demais, sempre atenciosa com Lara e diga-se de passagem, enquanto estive presente na trip, arrebentou nas ondas do mar aberto em Baía Formosa e em pico secreto da Pipa no Rio Grande do Norte.

Sugerimos também:  10 locais para andar de bicicleta

Basicamente, descrever o Projeto Verão 2016 é falar sobre casal que vem de carro, de Curitiba conhecendo os paraísos de verão do Brasil até o Nordeste e retornam a capital curitibana.

Faz parte do enredo as bicicletas elétricas que segundo eles ajudaram muito na hora de conhecer os picos. Trouxeram também o skate, ficou para a próxima o sup kite.
A ideia é simples mas as mensagens transmitidas com a operação do Projeto justificam o esforço para realizar trabalho.

Notadamente em conferência na Pousada Pipa Village do amigo surfista e ambientalista, Juliano Gorski, localizada na Pipa-RN, nos sentimos em curso de mix de antropologia, surfe, direito e cidadania, aula de amor pelo esporte e amor pelo Brasil, todos que estavam na Pousada adoraram conhecer as aventuras de Laus.

Certamente entre os resultados do Projeto está o fortalecimento da amizade em prol da construção de um mundo melhor. É gratificante poder publicar sobre a história de vida de pessoa tão estimada.

Sobre passada de Laus em João Pessoa:

O surfe depende das condições do mar, ao chegar na capital paraibana, fizemos o wavecheck em dois picos conhecidos, um em joão Pessoa ( Jampa ) e o outro em Cabedelo ( grande João Pessoa) mas não tinha onda, então aguardamos o outro dia para conhecer o litoral sul.

No dia seguinte, domingo, só não deu para conhecer a praia de coqueirinho, o engarrafamento estava insuportável, seguimos em sentido, Arapuca e Praia Bella, o mar não estava para o surfe, somente tivemos oportunidade de tomar banho de mar na última praia citada.

Momento legal foi o cultural, ficaram encantados com o circuito das Igrejas de João Pessoa, em especial, a Igreja de São Francisco. Falando de fé e respeito, teve (a beira mar) também o encontro no extremo leste do Brasil (Ponta do Seixas) com a estátua de Iemanjá. Devoção e fé fazem parte dos instrumentos de batalha de todo guerreiro. Na Próxima apresento o Santuário da Penha, prometo.

Na segunda, rumamos em direção à Baia Formosa-Rn, onde dormimos. Chegando fizemos o surfe no fim de tarde e na terça pela manhã surfamos de novo, nesse dia o anoitecer foi na Pipa.

A onda da gota serena.

Laus em BF veio em busca da onda da gota serena descrita por Fábio Gouveia, conversando comigo Serginho ainda perguntou. Qual significado do termo “gota serena”? Eu respondi, rapaz, ao certo mesmo não sei mas tudo indica que é boa essa tal de “gota serena”.

Creio que esteja certo, pois, teve sessão até de Alaia a prancha que é feita de madeira. Baía Formosa sempre encanta, as linhas são perfeitas, ficamos bem de frente para o palco principal só esperando a melhor hora.

Sugerimos também:  Atitude que te leva à vida saudável.

O certo mesmo é respeitar o paraíso, pois, mesmo morando em Santa Catarina, o Fabuloso não esquece os caminhos que aprimoraram o seu surfe de linha. O Pontal é e sempre será palco de campeonatos importantes.

Além da onda perfeita, BF também entrega ao mundo o Rookie mais novo da historia, Ítalo Ferreira, promessa desde pequeno, é dono de um surfe agressivo, agora na elite do surfe mundial o menino de BF vem com tudo para a próxima temporada. Estamos na torcida.

Sobre a estadia na Pipa-RN.

Caímos dois dias seguidos em pico secreto. No segundo dia registrado, Mariane arrebentou, pegou altas. Laus no final da sessão foi para Go Pro e fez bons filmes. O tempo passou rápido, ficamos três horas e meia no mar e nem sentimos, nesse dia na correria não fizemos a segunda sessão e almoçamos pão com queijo quase quatro da tarde,  olhando o mar do alto da praia da cacimbinha.

Passamos dois dias com Laus e Mariane na Pousada Pipa Village, surfistas de alma, já ficamos sabendo que eles conheceram a Praia do Madeiro e deram entrevista para televisão. Importante demais a palavra do campeão tem coisas que somente um bore ride vive, por isso tem muito a ensinar.

É preciso ter coragem?

Sim, é elemento essencial. Durante nossas conversas, Laus reporta que entre as maiores situações extremas está quando ele ficou dias perdido na foz do rio Araguari no Amapá e quando na Índia a embarcação foi para o fundo tendo a equipe que fazer o resgate do bote e dos equipamentos de filmagem, detalhe, a agua do rio é podre.

É preciso ter coragem para enfrentar as adversidades, atitude é fundamental, tem horas no surfe que ação é fundamental. Na hora do sufoco no ambiente líquido o raciocínio tem que ser ligeiro, a reposta do corpo tem que ser imediata.

Lidar com situações extremas faz parte da vida desse campeão. Estamos falando de trabalho profissional, Laus, vive nesse caminho muito mais de vinte anos, Deus continue lhe iluminando e lhe proporcione longas ondas e vida.

Aproveito e agradeço ter começado o ano desse jeito, ao lado de um campeão mundial, sem dúvida um grande estímulo para desenvolver ainda mais meu surfe. Agradeço também por nossa casa servir como base para a concretização Projetos relevantes da cultura surfe no Brasil e no mundo. Obrigado, Senhor!!

Serginho Laus é do time:
HB|Goofy |Bullys |Brazinco | Go Will| Elektra bikes| Kirra SUP| GShock | Power Light Sufboard.

Espero que tenham gostado. Que venha logo o próximo !
https://www.instagram.com/nailsonjr/

https://www.instagram.com/bllogdonana/
https://www.instagram.com/serginholaus79/

https://www.instagram.com/pousadapipavillage/

RESPONDER

Por favor escreva seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui