Como tratar uma infecção urinária?

Dicas e informações para o tratamento

Dor, ardência e urgência para urinar, incômodo no baixo ventre e, em alguns casos, sangue na urina. Você até pode não ter se deparado com esses sintomas, mas certamente tem uma amiga que já enfrentou uma infecção urinária. Não resta dúvida, as mulheres são mais suscetíveis a essa doença: para cada homem, existem 20 mulheres com esse tipo de infecção.

Na maioria dos casos (cerca de 95%) é provocada por uma bactéria chamada Escherichia coli, presente normalmente na flora intestinal e, consequentemente, ao redor do ânus e no períneo (área entre o ânus e a vagina).

No intestino, essa bactéria é inofensiva, mas quando ela invade as vias urinárias a coisa complica. Aí é que entra a fragilidade da anatomia feminina. A vagina fica a pouquíssimos centímetros do ânus. A uretra, canal que leva o xixi da bexiga até a vagina, é curtinha, quando comparada com a dos rapazes. A nossa mede de 3 a 4 centímetros, enquanto a deles tem mais de 10 centímetros. Com essa configuração, a bactéria que está no períneo chega mais facilmente na uretra, porta de entrada para a infecção. Da uretra para a bexiga, onde a doença começa, é um pulo!

Tratamento

É preciso procurar um médico e realizar um exame de urina para verificar qual é a bactéria responsável pelo problema. Uma vez medicada, os sintomas, tão desagradáveis, desaparecem em cerca de dois dias. Mas é preciso continuar tomando o antibiótico de acordo com a prescrição do médico, mesmo se não tiver mais nenhum sintoma.

Cuidados

  1. Tomar bastante líquido reduz o risco de contaminação, pois a água “lava” o sistema urinário – “Quanto mais vezes você enche e esvazia a bexiga, menor a probabilidade de a bactéria se instalar”, diz Edilson Ogeda, ginecologista do Hospital Samaritano de São Paulo.
  2. Fazer xixi depois do ato sexual – “Se durante a atividade alguma bactéria do períneo se aproximou da uretra, um jato forte de urina ajuda a eliminar a invasora”, explica o ginecologista.

RESPONDER

Por favor escreva seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui