Conheça alguns tipos de pranchas de surfe!

Boa noite pessoal,

Primeiro que dizer que a responsabilidade é grande para retratar essa surftrip que aconteceu no mês passado na praia de Arapuca no litoral sul paraibano.

Fazia tempo que não encontrava essa moçada. Depois de dois meses contundido e não poder surfar foi oportunidade para voltar em alto estilo. O mar estava com condições adequadas e a rapaziada instigada.

Bem, vamos aos detalhes das pranchas. Da esquerda para direita:

Começo por esse humilde blogueiro, 44. Estava com um longboard, ideal para quem está começando, essa prancha possibilita entrar nas ondas com mais facilidade, o deck tem uma área maior que as outras pranchas, o que proporciona ao  surfista melhor estabilidade alem de poder dar passos para frente e para trás dependendo da manobra.

Juliano, 35, Mestre em Meio Ambiente e Desenvolvimento, graduado em Direito e Economia, esse dia ele caiu com um funboard. Prancha um pouco menor que o longboard. O fun favorece maior leveza na hora de executar as manobras sem perder a praticidade de entrar na onda. O detalhe é que essa veio da Indonésia.

Sugerimos também:  As pessoas não gostam de mim - o que fazer?

Rodrigo, 32, designer e pesquisador, especialista em design e sustentabilidade,  veio com uma pranchinha modelo retrô, triquilha, com área grande de deck o que melhora a flutuação na hora da remada. A namorada de Rodrigo, Adriana, 31, Mestre em Engenharia de Produção,  Consultora em Eficiencia Energetica, chegou com prancha estilo rabo de peixe, um pouco menor que as outras duas pranchinhas mas se garantiu muito na sessão.

Carlos Lacerda, doutor em oceanografia, estava com sua prancha retrô, biquilha, vermelha de tamanho similar as duas anteriores, contudo, as rabetas são diferentes, isso também faz diferença na realização das manobras, deixando a prancha mais segura no pé.

Nesse sentido, é necessário entender que o surfista escolhe a prancha de acordo com o estilo das ondas. A onda cavada favorece as pranchinhas e a onda menos cavada é excelente para as manobras com o longboard. O funboard fica no meio termo, garante flexibilidade no drop.

Sugerimos também:  Atitude que te leva à vida saudável.

O certo é que independente da prancha escolhida a diversão e o cuidado com a saúde são garantidas com o surfe.

Rever amigos por intermédio do surfe é diferente, o contato com a natureza favorece a relação interpessoal.

Não podia esquecer do querido fotógrafo Thiago. Está de parabéns mesmo machucado se comprometeu em ir na surftrip para tirar fotos, por sinal iradas.

É isso, o surfe perto do design, do turismo e da fotografia. Quero aproveitar e agradecer a companhia dos amigos,   parceria fundamental nessa hora.

Bem, vou ficando por aqui, colocando energia positiva para que tudo continue correndo super bem no mesmo sentido das noticias que vêem do Hawaii. Medina vai que é teu o titulo, surfa muito leke!!

Fiquem com Deus!

Apoio: Revista OPOP MAG

RESPONDER

Por favor escreva seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui