Conheça soluções definitivas para se livrar dos pelos encravados

Conheça soluções definitivas para se livrar dos pelos encravados
Conheça soluções definitivas para se livrar dos pelos encravados

Não importa a grife da minissaia ou a altura do salto da sandália: pernas com pontos vermelhos causados por pelos encravados simplesmente derrubam qualquer produção. E quem tem coragem de tirar a canga, se a virilha tem marcas de inflamação ou se o bumbum exibe bolinhas e aspereza?

Antes de se esconder de novo sob as roupas pesadas de inverno, faça uma enquete rápida. Sim, a maioria das mulheres sofre com esse trio de problemas. Por outro lado, a boa notícia é que ele não é tão difícil assim de resolver. “O primeiro passo para evitar pelos encravados é raspar ou depilar a perna em um único sentido, para que o folículo não mude de direção e, com isso, os fios fiquem dentro da pele”, sugere a dermatologista carioca Karla Assed.
Outra causa é que o pelo, às vezes, não acha o caminho de saída, por causa das células mortas que se acumulam sobre o poro. Quando isso acontece, a solução é esfoliar. Assim, a saída fica desobstruída e eles se soltam com mais facilidade. Comece logo após a depilação e repita o processo dois ou três dias depois. “Produtos à base de ureia, em potência em torno de 15%a 20%, e também com ácidos salicílico, retinoico e glicólico, dão bons resultados”, explica a médica. Bucha vegetal e esfoliantes comuns também ajudam. Experimente o sabonete líquido esfoliante Amêndoa da L´Occitane (R$ 89) e o esfoliante Calêndula da Granado (R$ 37). Ambos perfumam, hidratam e deixam a cútis mais lisa. Agora, quem deseja eliminar de vez o incômodo deve preparar a pele para os raios: “Laser é a solução definitiva, já que o pelo fica mais fraco e deixa de crescer”, diz Cláudia Magalhães, dermatologista de Recife.

Sugerimos também:  Conheça dicas para evitar o envelhecimento do cabelo

Outro pesadelo são as microbolinhas que aparecem frequentemente no bumbum. “Esse tipo de foliculite surge em mulheres que ficam muito tempo sentadas ou usam roupas muito justas”, esclarece a dermatologista Thais Pepe, de São Paulo. “É uma região que sofre bastante com o atrito”, completa. Nesse caso, de acordo com a médica, a solução é utilizar hidratantes manipulados com ácido retinoico, partículas esfoliantes e secativos associados com antibiótico tópico. “Peelings e ácido salicílico, realizados em clínicas, têm ação de choque e garantem ótimos resultados logo após a primeira sessão.” Mas, nesse caso, o problema só é totalmente resolvido após cerca de três a quatro retornos ao consultório.

Fonte Marie Claire| FiquedeBoa

RESPONDER

Por favor escreva seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui