Coisas grátis que fazem você felilz

Felicidade: o que faz você feliz
Felicidade: o que faz você feliz

Saúde, amigos e família foram apontados, nessa ordem, como as coisas mais importantes para garantir a felicidade na vida.

 

A felicidade é um estado durável de plenitude, satisfação e equilíbrio físico e psíquico, em que o sofrimento e a inquietude são transformados em emoções ou sentimentos que vai desde o contentamento até a alegria intensa ou júbilo. A felicidade tem, ainda, o significado de bem-estar espiritual ou paz interior. Existem diferentes abordagens ao estudo da felicidade – pela filosofia, pelas religiões ou pela psicologia. O homem sempre procurou a felicidade. Filósofos e religiosos sempre se dedicaram a definir sua natureza e que tipo de comportamento ou estilo de vida levaria à felicidade plena.

A felicidade é o que os antigos gregos chamavam de eudaimonia, um termo ainda usado em ética. Para as emoções associadas à felicidade, os filósofos preferem utilizar a palavra prazer. É difícil definir, rigorosamente, a felicidade e sua medida. Investigadores em psicologia desenvolveram diferentes métodos e instrumentos, a exemplo do Questionário da Felicidade de Oxford, para medir o nível de felicidade de um indivíduo. Esses métodos levam em conta fatores físicos e psicológicos, tais como envolvimento religioso ou político, estado civil, paternidade, idade, renda etc.

Sugerimos também:  Falar palavrões faz bem pra saúde

Desfrutar de boa situação financeira e ter os desejos materiais realizados normalmente são associados à felicidade. Pois uma pesquisa realizada pelo governo britânico confirmou o que outros levantamentos já haviam mostrado: que as melhores coisas da vida são de graça.

Saúde, amigos e família foram apontados, nessa ordem, como as coisas mais importantes para garantir a felicidade na vida. As informações foram dadas por 34 mil pessoas que responderam a duas perguntas “O que é bem-estar?” e “Quais são as coisas na vida que mais importam para você?”.

A pesquisa foi financiada pelo próprio primeiro-ministro britânico David Cameron, que pretende usar as informações no planejamento de futuras políticas públicas. Políticos e jornalistas criticaram a ação dizendo que as informações obtidas foram óbvias.

Sugerimos também:  Fofocar faz bem

Recentemente, a empresa de alimentos Apples, da Nova Zelândia, também divulgou pesquisa com esse mesmo enfoque. No estudo, 2 mil pessoas tiveram de dizer quais eram os prazer mais importantes. Rir conquistou o primeiro lugar, com 22% de indicações; saborear uma boa comida na companhia de grandes amigos, com 21%, ficou em segundo; e o abraço obteve a terceira colocação, com 19%.

Michelle Achkar

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Por favor escreva seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui