HPV: efeitos colaterais da vacina

Poucas ações na área da Saúde mexem mais com a cabeça das pessoas do que a vacinação. É, de certa forma, incompreensível que pessoas se submetam a procedimentos estéticos de alto risco, usem suplementos sem nenhum tipo de comprovação em busca de melhores performances, tomem xixi em busca de tratamentos improváveis, mas questionem de modo tão agressivo e leviano os benefícios das vacinas. E não é de hoje.

Há algo no processo de vacinação que desperta um certo terror irracional e primitivo e talvez a única forma de combater esse medo obscurantista seja por meio das luzes da informação.

A seguir confira os principais efeitos colaterais da vacina quadrivalente, ou seja, que contém os quatro principais tipos de vírus HPV causadores do câncer uterino e que está sendo distribuída pelo SUS. Vamos a eles:

Efeitos Muito Comuns
Mais que uma em cada dez pessoas que tomam a vacina (ou seja > 10%) têm:

  1. vermelhidão no local da injeção, hematomas, prurido (coceira), inchaço e dor local. Pode ocorrer uma inflamação local chamada celulite e nesse caso, um serviço de saúde deverá ser procurado.
  2. Dor de cabeça
Sugerimos também:  A mulher que declarou guerra ao HPV

Efeitos Comuns
Mais do que uma em cada cem pessoas (ou seja > 1%) têm:

  1. febre
  2. náuseas
  3. dores nos braços, pernas, mãos e pés

Efeitos Colaterais Raros
Por volta de uma em cada dez mil pessoas (ou seja > 0,01%) têm:

  1. erupções cutâneas pruriginosas (tipo urticária, com “vergões”)

Efeitos Muito Raros
Menos que uma pessoa a cada 10.000 (ou seja < 0,01%) têm:

  1. Dificuldade de respirar, chiado no peito (broncoespasmo)
  2. Efeitos Colaterais de Frequência Desconhecida
  3. Tais efeitos não são possíveis de ser contabilizados porque são relatos individuais de pessoas que os reportaram a centros especializados e não dados provenientes de testes clínicos controlados.

Frequência desconhecida:

  1. problemas sanguíneos que levaram a hematomas ou sangramento
  2. calafrios
  3. desmaio ou perda da consciência
  4. tonturas
  5. sensação de mal-estar
  6. Sindrome de Guillain Barré
  7. dor articular
  8. aumento dos linfonodos (gânglios)
  9. dor muscular ou aumento da sua sensibilidade
  10. convulsões
  11. cansaço
  12. vômitos
  13. fraqueza
  14. Reações Alérgicas

Em raros casos, é possível que após a vacinação para HPV haja reações alérgicas mais graves, conhecidas como reações anafiláticas. Os sinais de uma reação anafilática são:

Sugerimos também:  Vacina contra HPV corta infecção pela metade em meninas

falta de ar e chiado no peito
inchaço nos olhos, lábios, genitais, mãos, pés e outras áreas (chamados de angioedema)

  1. coceira pela corpo
  2. gosto metálico na boca
  3. ardência, vermelhidão e coceira nos olhos
  4. coração acelerado
  5. perda da consciência

Tais reações foram computadas como extremamente raras, na ordem de 1 em 1.000.000 de vacinas aplicadas. Por isso, as vacinas devem ser aplicadas em local apropriado com pessoal treinado para diagnosticar e tratar essas raríssimas complicações que, apesar de graves, têm reversão completa, sem deixar qualquer tipo de sequela. A página específica da vacina no FDA (órgão norte-americano semelhante à nossa ANVISA) pode ser checada aqui.

É isso. A vacinação é a melhor prevenção para doenças e esta é a primeira vacina contra um tipo específico de câncer, sem dúvida, um enorme avanço. Aproveito para perguntar: onde estariam os críticos da vacinação do H1N1 que há 5 anos espalharam os mesmos boatos sobre esta vacina? Por falar nisso, já tomei a minha este ano. E você?

RESPONDER

Por favor escreva seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui