O que acontece quando você morde de maneira errada?

Cuidar da saúde dos dentes não é apenas questão de estética, mas também de saúde. Quando a saúde bucal não está em harmonia, outros problemas podem surgir e atrapalhar a qualidade de vida. Algo que pode parecer inofensivo é o problema de má-oclusão, quando os dentes nascem ou se desenvolvem em posições inadequadas e, como a pessoa começa a morder de maneira errada, a mastigação, fala e respiração podem ser afetadas por causa dessa “mordida errada”.

A má-oclusão pode ocorrer em qualquer fase da vida e os sintomas podem surgir como dores e incômodos que ultrapassam os limites da boca como dores de cabeça e nas costas. O problema é que as pessoas, explica a dentista da Odontoclinic Renata Martins, ainda minimizam ou desconhecem que os dentes fora do lugar ou uma arcada dentária desproporcional pode causar outros males à saúde.

Sugerimos também:  Os benefícios de mastigar bem os alimentos

“A mordida é capaz de mostrar como está o alinhamento e o posicionamento da dentição ou mesmo a formação óssea da mandíbula. Se não há harmonia, essa má oclusão, como é tecnicamente conhecida, pode levar a desconfortos estéticos nos casos mais leves e a incapacitações fisiológicas nos quadros mais graves”, explica a dentista.

As causas para o problema variam e podem surgir devido a defeitos estruturais como má ordenação da dentição, dentes muito largos, dentes extraídos, perda prematura dos dentes de leite, maxilares muito grandes ou pequenos e até por causa de hábitos como morder a tampa da caneta, por exemplo. A dentista ainda faz um alerta: quem tem má-oclusão dos dentes pode desencadear, caso tenha outros problemas como o bruxismo, artrite, artrose, estresse, ansiedade, tensão muscular ou até mesmo o hábito de roer unhas, a chamada disfunção temporomandibular (ou DTM), algo que afeta os músculos da mastigação responsáveis pela abertura, fechamento e outros movimentos da boca.

Sugerimos também:  Os benefícios de mastigar bem os alimentos

O tratamento depende da severidade do problema, da idade, da resposta biológica e da colaboração do paciente. Um tratamento ortodôntico demora, no geral, dois anos, o tempo considerado necessário para se realizar todos os movimentos que tendem a colocar os dentes em suas posições corretas. É fundamental, sempre, que se visite regularmente o dentista (o ideal é seis em seis meses) para procedimentos preventivos como a limpeza e aplicação de flúor.

Fique de Boa

RESPONDER

Por favor escreva seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui