O que existe de novo sobre Dengue, Zika e Chikungunya

Mesmo com prevalência inferior ao ano passado a Zika continua aterrorizando o Brasil

Dengue, chikungunya e zika são três vírus que estão circulando ao mesmo tempo no Brasil. Um estudo feito nos Estados Unidos mostrou que é possível contrair as três doenças com apenas uma picada do “mosquito da dengue” (Aedes Aegypti).

Além disso, a Fundação Oswaldo Cruz fez uma descoberta relatando que a transmissão dessas doenças também  pode se dar pelo pernilongo comum (mosquitos do gênero culex). Essa descoberta pode explicar o motivo de ter tantos casos de microcefalia (pequenez anormal da cabeça, associada à deficiência mental, ocorre uma  mal formação do cérebro causadas por zika) em bebês cuja mãe vive em regiões com deficiência em saneamento básico.

Algumas boas novidades relacionadas ao combate dessas doenças vêm sendo apresentadas, da substancia sintética (6-metilcarptopurina ribosídica – 6MMPr ) testada em células neurais da pele. Essa substância foi capaz de bloquear 99,6% do material genético viral, ou seja, ela é capaz de impedir a reprodução do vírus da zika.

Outra boa nova vem dos Estados Unidos, onde pesquisadores criaram uma vacina utilizando-se de uma proteína desenvolvida em bactérias e posteriormente inserida na folha do tabaco, em testes ela imunizou 100% dos camundongos infectados com o vírus. As projeções para o futuro são animadoras, relatam os pesquisadores.

Colaborado por Renata Santana e Pedro Paulo Alves – Fisioterapeutas em formação pelas Faculdades Integradas de Patos

RESPONDER

Por favor escreva seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui