O surfe reinventando o modo de viver

O surfe reinventando o modo de viver
O surfe reinventando o modo de viver

Olá pessoal, dessa vez é mais fácil escrever, pois, nosso convidado tornou-se meu grande brother, o conheço desde minhas primeiras idas para Pipa-RN. Sempre atento ao meu desenvolvimento no surfe, Roberto Tartaruga, empresário da Escola Ecosurfschool, toda vez dá o toque certo, como posicionamento em cima da prancha, etc… Ultima vez que caí com ele , foi no fim de tarde na ponta do Madeiro, no dia o mar não estava tão grande, pegamos as ondas lá dentro, depois da ponta da pedra, o visual é demais, dá para ver o Lajão para esquerda e a Cacimbinha a direita, nunca tinha surfado nesse pico, é irado, aliás o Madeiro é demais, três picos com ondas diferentes, na ponta da pedra as ondas são longas, na frente da escola Ecosurfschool, são mais cavadas e nesse pico que descrevi acima, a mistura dos

dois lugares, ou seja, agrada o iniciante e quem já esta na prática há algum tempo, isso sem falar no sunset dentro d´água.

ConvidamosRoberto “Tartaruga”, pela proximidade e pelo que ele representa para o desenvolvimento do surfe no Distrito da Pipa-RN, assim como nosso convidado entre as matérias anteriores, Isaac Aché, saíram de seus lugares de origem e mergulharam de cabeça, apostando no potencial do surfe no paraíso e, hoje juntos colaboram no desenvolvimento do Surf Treino, projeto de destaque na região,
relacionando, surfe, cidadania e qualidade de vida.

Como vocês vão observar na matéria, o cara vive o surfe, sem olhar para o passado, sempre pensando no futuro, diversificou a escola de surfe que hoje também aluga, stand up paddle , caiaques, além de pranchas. Desenrola um inglês para se comunicar com os estrangeiros e muita simpatia para se relacionar com o nacional. Então, fiquem com a reportagem, na integra:

Me chamo, Roberto Silva, tenho 35 anos, instrutor de surf na Ecosurfschool na praia do Madeiro, e residente da praia de pipa. O surf entrou na minha vida aos 10 anos quando eu ia a praia com minha família e amigos, mas não imaginava que ia continuar nessa missão de surfar e pegar boas ondas …era somente diversão como todos os garotos gostam de esta na praia e tentar pegar uma onda, e ao longo do tempo fui gostando, gostando e quando apareceu um amigo da minha rua, André cabeça, o cara de ostra com uma prancha querendo vender,  eu pirei para comprar, daí pedir pra ele vender, mas estava sem grana, foi quando pedi pra pagar a ele todo fim de semana, pouco tempo depois, juntei toda a grana que ganhava da semana e ficava pagando p ele até finalizar…

Essa foi minha primeira prancha uma Realce nordeste. Isso em 1992 foi quando eu realmente comecei a surfar e pegar boas ondas lá em Itapuama, indo pra barraca do Cal com meus amigos da Village…Era eu e uns 5 ¨caba¨ dentro do Buzu, saindo às 5h da matina pra ir pegar onda à  70km de Recife, praia de Itapuama – Nordestão… e, só voltava às 19h para casa minha mãe, a coroa pirava com essa ideia maluca de ir surfar fazendo chuva ou sol mas sempre eu dava um jeito de ir para surfe , sempre ia muito para as praias del-chifre e zé-pequeno durante a semana que era mas perto de casa, ou quando ia de carona com os amigos rachaando a gasolina para ir pra outros picos mas longe como Itapuama , Laje, Arrisca, Gaibú, Maracaípe e,  certo dia estava eu fim de tarde na rua quando chegou dois amigos meus e falaram, aí…

Vamos lá pra praia da Pipa surfar? A Pipa tem altas ondas.

Eu respondi, onde fica isso galera? Eles me responderam… Fica no Rio Grande do Norte, têm ondas alucinantes, vai ser surf trip irada, vamos nessa? Eu falei, ¨bora¨ mas estou com pouca grana para rachar a gasolina…. Eles falaram… essa trip vai ser irada , e é hoje a meia noite que vamos para Pipa, vamos chegar às 4h da madrugada já amanhecendo queremos está no pico…

Eu nem imaginava que seria naquela noite que a gente ia sair de casa para Pipa…

mas o espirito do surf fala mais alto e eu falei, estou nessa, galera, estou indo em casa agora arrumar a mochila, a prancha, pegar umas bolachas, pão, queijo, banana laranja e espero vocês na frente de casa, beleza?

A meia noite estávamos todos na frente de casa, botando as pranchas em cima do fusca para sair fora, rumo à Pipa… Passando por Jampa ( João Pessoa) a extinta operação Manzuá, nos parou às 2 da madruga e perguntaram, estão indo para onde, a essa hora surfar?

Nos respondemos aos policiais, estamos indo para Pipa… eles disseram, vocês são muito corajosos, saindo de Recife a essa hora indo surfar ,um deles falou, queria ter a idade de vocês para poder fazer isso mas preciso trabalhar …

Eles liberaram e falaram boa viajem e boas ondas …

Chegamos em pipa às 4h e 30minutos da madruga, fazendo checkwaves do Lajão(praia do Centro), a essa hora já tinham uns 4 nativos na água, quando a gente entrou , estava rolando altas ondas, fim de novembro de 1995, era minha primeira queda em Pipa, pegamos altas ondas no lajão, esse era o pico da época, passamos 5 dias internado ,era só surf, sombra, brisa e agua de coco… quando estávamos saindo de Pipa.

Eu falei, quero voltar nesse pico mas vezes galera, essa onda é irada, temos que armar outra barca e voltar logo, para pegar essas ondas, meus amigos falaram, vamos sim, voltar urgente pra Pipa. Pelo surfe, comecei a visitar Pipa todos os anos e, em dezembro 1998, cheguei para surfar e terminei ficando, ficando, ficando e hoje moro aqui , lugar alucinante pra tudo ,tanto para esporte ,turismo ,lazer, passeios e tudo que o lugar em si oferece e, em 2003 comecei com a Escolinha de Surf na praia do Madeiro, onde tudo começou, minha missão de dar aulas de surf ,passar um pouco do que sei para as pessoas, foi a ideia proposta mas na época era muito raro ter pessoas para fazer aulas, no entanto, depois de muito trabalho, logo começou a surgir pessoas para a aprender a surfar e, eu estava aqui com 3 longboards, 2 funboard e 2 pranchas…

Boas lembranças…, assim começou a ECOSURFSCHOOL.

Sobre as melhores viagens até agora. O surfe me proporcionou boas viajens pelo mundo, caí na França: Biarritz , Anglet, Hossegor ,Lacanou , na Espanha: Ilhas canarias , São Sebastian, Playa del Gross, agora recentemente estava em Bali , Uluwatu, Padang, Balangan, Medewi,Sanur , Canggu ,Keramas , Green Bool,depois Lombok ,Mawi e, onde estão umas das melhores ondas do mundo DESERT POINT…esse lugar todos os surfistas antes de ir pro céu tem que ir lá e surfar pra sentir o espirito do surf penetrar na alma. Todos os picos foram alucinantes, mas DESERT POINT foi o maior show na minha temporada de 50 dias na Indonésia. Encontramos vários projetos sociais relacionados ao surf na Indonésia, muito bom para os praticantes do esporte. Aqui em Pipa temos um projeto social chamado SURF TREINO, muito bom para o desenvolvimento da garotada que esta começando a surfar.

A dica que deixo é nunca para de surfar, sempre que puder vá para o mar, pegar suas ondas, sejam boas ou ruins, somente de está em contato com a natureza, você já esta sendo realizado. Por esta razão, o surfe proporciona qualidade de vida excelente, não pode faltar uma boa alimentação antes de depois dos treinos para poder ter bons desempenho nas ondas, com isso você ganha muita saúde.

Quanto a questão ambiental que cerca meu trabalho, nós seres humanos temos que ter essa preocupação com o meio ambiente, acima de qualquer coisa e, eu fazendo parte do cenário surf, esporte que representa muito essa preocupação com meio ambiente, afinal, sem o mar limpo, não podemos praticar, eu me preocupo, isso é muito importante, sem a natureza não somos nada. A mensagem que deixo , nesse sentido é: jogue sempre lixo no lixo. Mantenha a praia limpa que ela será sempre linda.

Para sua inspiração no surfe, a dica de som, é escutar Matt Costa.

Falando em música, o último encontro com Roberto, foi no Festival de Jazz, muito legal, o evento representou a verdadeira cultura de praia, muita gente bonita, boa musica. O Festival não foi realizado a beira mar, no entanto, ali respiramos a essência dos elementos do oceano, até J.J. Jackson (representa muito bem, o velho Blues norte americano) que finalizou o evento em grande estilo, serviu de inspiração para dropar as ondas do outro dia.

Bem, queridos leitores, ficamos por aqui, espero que tenham gostado e até a próxima.

Roberto indica seu contato, no link a seguir: Acesse www.ecosurfschool.com.br

Se for andar de kite, skate ou surfar, não beba!! Se for beber, não dirija!!

nailsonjr@yahoo.com.br

RESPONDER

Por favor escreva seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui