Saiba a diferença entre Base X Corretivo

Saiba a diferença entre Base X Corretivo
Saiba a diferença entre Base X Corretivo
[intense_dropcap ]D[/intense_dropcap]upla praticamente inseparável, a base e o corretivo são dois aliados para uniformizar a pele e camuflar as imperfeições. Entenda o papel de cada um e conheça truques para combinar tons e texturas.

A função de cada um

Olheiras, marcas de espinhas, manchas escuras e vermelhidão: tudo isso pode ser disfarçado com o corretivo. “O ideal é ter ao menos dois tons na necessaire; primeiro porque alguns sinais são mais fortes do que outros; por outro lado é natural que a pele apresente diferenças em sua tonalidade como um todo – assim, o resultado é mais natural”, explica Pedro Gouveia, hair stylist e beauty artist de Salvador, Bahia.

O papel da base é uniformar o tom da pele. Mas não é só isso. “Ela proporciona maior durabilidade para os produtos que são aplicados na sequência, como o pó, o blush, iluminador, etc.”.

Quem vem primeiro?

Quando o assunto é maquiagem, não existe certo e errado. Há o que funciona para cada caso, o que ajuda a valorizar e a disfarçar o que incomoda, sentencia Pedro. Peles mais saudáveis e bem tratadas se aplica primeiro a base. Depois, analisa se ainda há algo por camuflar e, então, lança mão do corretivo para finalizar a cobertura. Do mesmo modo, se a pele necessita de uma cobertura mais eficiente, ele usa primeiro o corretivo, sempre atento a todos os pontos que necessitam ser “apagados”. Na sequência utiliza a base para unificar a cor da pele.

Você também vai gostar de ler: Base e Corretivo, Existe Diferença?

Tom sobre tom

Combinar os tons da base com o corretivo é uma tarefa menos complicada do que parece. Conforme mencionado acima o cenário perfeito é ter diversos tons para atender as diversas necessidades que a pele possa exigir. Como nem sempre isso é viável, o maquiador sugere alguns critérios de escolha: “antes de qualquer coisa tenha em mente que o objetivo é deixar a pele com o tom mais próximo possível do natural – portanto, na hora de escolher a base aplique-a no dorso da mão. A cor que parecer mais imperceptível é a certa para você. A regra para escolher o corretivo é a mesma: no entanto, o teste deve ser feito nas zonas mais complexas, como abaixo dos olhos (olheiras), ao redor do nariz e no cantinho dos olhos (vermelhinhos) e nas espinhas”.

“O papel da base é uniformar o tom da pele. Mas não é só isso. Ela proporciona maior durabilidade para os produtos que são aplicados”

Mix de texturas

A regra geral, para garantir um look mais leve e harmônico, é usar a mesma textura nos dois produtos: corretivo cremoso com base cremosa; corretivo líquido com base líquida; e assim sucessivamente. “Mais uma vez, não é uma regra: apenas uma sugestão facilitadora enquanto não se domina muito o assunto”, comenta Pedro, que também aponta alguns critérios para escolha das texturas – entre tantas disponíveis no mercado:

Sugerimos também:  Aprenda a fazer uma maquiagem por trás dos óculos

1. Líquida: mais fluída oferece cobertura sem deixar o make-up pesado. No caso do corretivo, essa opção é mais que bem-vinda, pois as chances do efeito “craquelado” – com rachaduras – são menores.

2. Cremosa: tem maior aceitação entre os corretivos, pois oferece uma cobertura mais poderosa – que agrada, sobretudo, por cobrir as olheiras. A base cremosa deve ser usada com parcimônia: a cobertura mais intensa pode deixar o look com aspecto pesado. Atenção: peles oleosas devem ficar longe desse tipo de produto.

3. Pó: em geral, essas versões são de origem mineral, bem menos pigmentadas – na prática isso significa que são indicadas para peles com pouquíssimas manchas e sinais de expressão. Leves, passam praticamente despercebidas e não marcam os vincos da pele.

Sugerimos também:  Cuidados com a pele no pré-maquiagem

Aplicação

Segundo o beauty artist, a base pode ser aplicada com pincel ou esponja. “Isso depende muito da textura do produto e das características da pele de quem a recebe. Portanto, nesse ponto não há uma receita final: recomendo testar e comparar qual acabamento fica mais natural. Independente da escolha é interessante aplicar na mesma direção: a partir do centro do rosto, na região próxima ao nariz, indo sentido às têmporas (situadas na região lateral da cabeça)”. Aqui, tão importante quanto a técnica é manter o pincel e a esponja sempre limpos e higienizados. Para aplicação do corretivo Pedro libera o uso dos dedinhos com batidinhas leves, embaixo do olho e nos pontos que você almeja disfarçar.

Três truques de experts

1. Bases com texturas mais grossas podem ser “diluídas” com um pouquinho de hidratante. Funciona assim: aplique um pouco de base no dorso da mão e acrescente algumas gotinhas de hidratante facial. O resultado é um produto mais fluído e gostoso de aplicar.

2. Aplique corretivo também na pálpebra móvel. Assim, a cor natural da sua pele não interfere nos tons de sombra que você usar.

3. Entre a aplicação de um e outro, aguarde alguns minutos. Assim, a pele absorve a maquiagem e você analisa melhor o quanto precisa aplicar do próximo produto.

Colaborado por Cinthia Arruda | Fique de Boa

9 COMENTÁRIOS

  1. Muito boa essa matéria sobre base x corretivo, dicas excelentes, ate pra que sabe se maquiar, dicas ótimas, adorei.

  2. sou iniciante nessa área…. agoora que estou me preocupando em me maquiar minha noção era tipo 1 por cento ajudou muito, ainda ha mt pra prender e mt coisa pra uma pele só kkkk mas de vagarzinho vou pegando as dicas e explicações, valeu pelo post 🙂

    • Olá Elizandra, ficamos muito felizes em ter podido contribuir com algo. Queremos que você participe mais com dúvidas, sugestões de pautas e mesmo com temas que você goste de comentar.

  3. Muito boa a matéria, exceto pelo último “truque”, maquiagem nao foi feita p ser absorvida pela pele, na vdd faz até mal se acontecer…
    É interessante esperar p que os produtos sequem e as vezes até oxidem como acontecem c alguns …
    Absorção deve ficar por conta dos produtos de preparação de pele .

RESPONDER

Por favor escreva seu comentário
Por favor entre com seu nome aqui